‘Trânsito de SP é uma guerra’, diz pai de jovem que morreu ao cair da ponte João Dias

O pai da dona de casa Talita Galvão Guimarães Nascimento, de 23 anos, morta após cair com o namorado de uma ponte sobre a Marginal Pinheiros, disse na manhã desta segunda-feira (20) estar indignado com o tráfego na capital paulista. “O trânsito de São Paulo é uma guerra”, afirmou o supervisor financeiro Ricardo do Nascimento, de 43 anos.

Talita, que estava grávida de 9 meses, e o dedetizador Eduardo Jesus dos Santos, de 26 anos, voltavam de moto para casa na noite de domingo (19) após uma festa ocorrida no Morumbi, na Zona Sul. Quando passava pela Ponte João Dias, seu namorado perdeu o controle do veículo e colidiu em uma mureta.

O casal foi arremessado e caiu sobre a pista sentido Rodovia Castello Branco da marginal. Os dois foram atropelados em seguida e o motorista que os atingiu fugiu sem prestar socorro. Santos morreu no local. Talita foi levada ao Hospital das Clínicas, mas não resistiu. Os médicos fizeram uma cesariana de emergência para tentar salvar o bebê, que também morreu. Leia mais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s